epes

CURSO TÉCNICO de SECRETARIADO

Técnico de Secretariado em OES - Organizações de Economia Social

[Associações + Cooperativas + Mutualidades]

Portaria nº 915/2005 de 26 Setembro

Duração: 3 Anos Formativos

 

plano formação secretariado

O Técnico de Secretariado em OES* é um profissional qualificado apto para assegurar a organização e execução de atividades de Secretariado nas Organizações de Economia Social, no apoio às direções, bem como nas atividades de Secretariado relativas ao funcionamento geral de uma Associação, Cooperativa ou Mutualidade

  Executar tarefas inerentes à gestão e organização do Secretariado de uma Empresa de Economia Social, nomeadamente com desempenho de funções de interesse interno e externo, nomeadamente de serviço ao público;

 

 Planear e organizar as rotinas diárias e mensais da direção e outros órgãos sociais das OES, providenciando pelo cumprimento dos compromissos estatutários e operacionais;

 

 Assegurar a comunicação dos Órgãos Sociais das OES (Direção, Conselho Fiscal e Assembleia Geral) com interlocutores, internos e externos, em língua portuguesa e estrangeiras – inglês e francês - línguas complementares;

 

 Organizar e executar tarefas relacionadas com o expediente geral do secretariado da Órgãos Sociais das OES;

 

 Organizar os procedimentos de secretariado administrativo, nomeadamente relacionados com os fluxos dos documentos contabilísticos em função do seu conteúdo nas OES;

 

 Arquivar os documentos relativos à atividade geral de secretariado e administrativa/contabilística das OES;

 

 Utilizar as Aplicações Informáticas e a Internet na elaboração, organização, pesquisa da informação e arquivo complementar, com interesse para a implementação das TIC´s na gestão de funções de secretariado nas OES.

imagem_testm

 

Formulário Pré-Inscrição

 

PERGUNTAS FREQUENTES ( FAQ )

 

Um curso profissional dá-te uma Qualificação Profissional que é indispensável para ingressares no mercado de trabalho porque te permite diferenciar e especializar numa área de trabalho do teu interesse.

Como diz o ditado: "Trabalhar por gosto não cansa!"

Em primeiro lugar, a atividade económica social é uma forma de estar e viver.

É uma oportunidade fantástica de enriquecimento profissional e pessoal com base em valores que primam pelo bem comum e por uma sociedade mais justa.

Além do mais, dado o cariz mais social das OES, o governo promove programas de financiamento especiais para este tipo de organizações e, dessa forma, ficam em aberto excelentes oportunidades de trabalho habitualmente pouco exploradas.

A economia social é uma verdadeira resposta à crise, sustentada no Profissionalismo, Voluntariado e Cidadania Ativa.

Sim.

Este curso prevê os seguintes apoios sociais:

- Subsídio de Alimentação;

- Subsídio de Transporte;

- Subsídio de Alojamento*;

- Material Escolar;

- Acolhimento de Dependentes;

- Bolsa de Profissionalização no Estágio/FCT

(de acordo com o Regulamento do FSE (UE) n.º 1304/2013 e dos Regulamentos Nacionais a serem criados pelo POPH/POCH no âmbito QEC 2014 a 2020)

(*) – condições especiais a definir individualmente.

As OES são Organizações de Economia Social, nomeadamente, as Associações, as Cooperativas e as Mutualidades.

Estas organizações constituem uma figura jurídica de carácter e fim um pouco distintos em relação às organizações comerciais mais comuns.

São, normalmente, constituídas por um maior número de sócios (ou cooperantes) onde o bem comum é mais valorizado que o de um indivíduo ou mesmo de um pequeno grupo.

Estão também, geralmente, associadas a atividades de cariz social, onde os objetivos da organização são especialmente orientados para o bem da sociedade em geral, e do meio social onde está inserida em particular.

Apesar de orientados para as OES, este curso profissional não deixa de ser generalista e, por isso, apto a qualquer organização.

Por outro lado, sendo orientado para as OES, mais facilmente se aproveitam as oportunidades no mercado social de trabalho, nomeadamente programas financiados como o COOPJOVEM.

As OES - Organizações de Economia Social são particularmente orientadas para o bem comum, em particular, para o meio social onde estão inseridas.

Esta orientação é particularmente importante no seio dos grupos sociais mais desfavorecidos e, sabendo isso, as OES adoptam políticas de cidadania ativa que passam, entre outras, pelo voluntariado e pela promoção do emprego.

Sim.

No final do curso, ao aluno finalista, são passados dois certificados:

- Certificado Nível IV de Qualificação Profissional;

- Diploma de conclusão do Ensino Secundário.

Sim.

Como em todos os cursos profissionais, é possível prosseguir estudos por duas vias:

- através dos Cursos de Especialização Tecnológica (geralmente apelidados por CET's);

- ou através do Ensino Superior (Universitário/Politécnico).

Sim, se for a 1ª vez que te matriculas na EPES.

Os equipamentos são oferecidos por uma entidade parceira e depende de algumas condições, que são:

- É atribuído ao formando no início do 2º período;

- A assiduidade deve ser maior ou igual a 95%;

- Deve ter avaliação positiva em todos os módulos;

- E, não pode ter incidentes disciplinares.

top
epes © 2017. Todos os direitos reservados.